Astronomia, a Ciência Objetiva dos Céus Estrelados









ASTRONOMIA,
A Ciência Objetiva dos Céus Estrelados

Caro Leitor,

Meu amor pelas estrelas e pela visão a olho nú do céu noturno
sempre me move a querer compartilhar com você, Caro Leitor, 
sobre os Temas que vou abordando na ciência objetiva do céu estrelado, 
a Astronomia,
de maneira a caminharmos juntos nessa estrada de compreensão 
das maravilhas que esta ciência nos oferece, 
em sua infinita generosidade de descobertas
e de avanço na compreensão do céu que nos protege 
e do espaço cada vez mais profundo.

Com um abraço estrelado,
Janine Milward





Title: Le Globe Celeste Map Maker: Pherotee De La Croix




Olharmos para o céu e nos comover é o primeiro passo. 
O segundo passo é decidirmos 
se vamos ficar felizes e contentes dentro do Caos 
ou se vamos tentar trazer o Caos para dentro do Cosmos. 
Cosmos quer dizer 'ordenação' 
e Caos quer dizer caos mesmo.... 


Este é um Trabalho voltado para os Amantes dos Céus Estrelados
E EM POSTAGENS QUASE DIÁRIAS,
CARO LEITOR!



Fonte da Imagem: http://www.atlasoftheuniverse.com/galchart.html 






CONSTELAÇÕES, ESTRELAS E OBJETOS CELESTES 
(sob o ponto de vista do Mundo Ocidental)
SUAS HISTÓRIAS, SEUS MITOS, SEUS SIGNIFICADOS,
SUAS IMAGENS E SUAS SINTETIZADAS DESCRIÇÕES

PÁGINA AINDA EM CONSTRUÇÃO... 
e certamente assim continuará por um longo tempo... 
até que as 88 Constelações estejam prontas. 
Porém, várias Constelações já estão publicadas!

VEJA AS CONSTELAÇÕES JÁ APRESENTADAS
EM
DA TERRA AO CÉU E AO INFINITO:

 
AS NUVENS DE MAGALHÃES - ANDROMEDA, A PRINCESA ACORRENTADA - ANTLIA PNEUMATICA, A MÁQUINA PNEUMÁTICA - APUS, AVE-DO-PARAÍSO - AQUARIUS, O AGUADEIRO - AQUILA, A ÁGUIA - ARA, ALTAR - AURIGA, O COCHEIRO - BOOTES, O BOIEIRO - ARGO NAVIS, O NAVIO ARGUS - CANCER, O CARANGUEJO - CANES VENATICI, OS CÃES DE CAÇA - CANIS MAJOR, O CÃO MAIOR - CANIS MINOR, O CÃO MENOR - CAPRICORNUS, A CABRA - CARINA, A QUILHA DO NAVIO - CASSIOPEIA, A MULHER SENTADA - CENTAURUS, O CENTAURO - CEPHEUS, CEFEU, O REI - CETUS, A BALEIA, O MONSTRO MARINHO - CIRCINUS, O COMPASSO - CHAMALEON, O CAMALEÃO - COLUMBA NOE, A POMBA DE NOÉ - COMA BERENICES, A CABELEIRA DE BERENICE - CORONA AUSTRALIS, A COROA AUSTRAL - CORONA BOREALIS, A COROA BOREAL - CORVUS, O CORVO - CRUX, A CRUZ, O CRUZEIRO DO SUL - CYGNUS, O CISNE - DELPHINUS, O DELFIM - DORADO, O PEIXE DOURADO - EQUULEUS, CAVALO MENOR - ERIDANUS, O RIO ERIDANO - GRUS, O GROU - GEMINI, OS GÊMEOS - HYDRA, A HIDRA FÊMEA - HYDRUS, HIDRA MACHO - INDUS, O ÍNDIO - LACERTA, O LAGARTO - LEO, O LEÃO - LYRA, A LIRA - MONS MENSA, A MONTANHA DA MESA, A MESA - MONOCEROS, O UNICÓRNIO - MUSCA AUSTRALIS, A MOSCA DO SUL - NORMA ET REGULA, O ESQUADRO E A RÉGUA - OCTANS, O OITANTE - OPHIUCUS, OFIÚCO - ORION, O GIGANTE CAÇADOR - PAVO, O PAVÃO - PERSEUS, O CAMPEÃO - PHOENIX, A FÊNIX - PISCES, OS PEIXES - PISCES AUSTRALIS, O PEIXE AUSTRAL - PUPPIS, A POPA EM ARGO NAVIS, O NAVIO - SAGITTA, A FLECHA - SAGITTARIUS, O ARQUEIRO - SCORPIUS, O ESCORPIÃO - SERPENS, A SERPENTE - TAURUS, O TOURO - TELESCOPIUM, O TELESCÓPIO - TRIANGULUM, O TRIÂNGULO - TRIANGULUM AUSTRALIS, O TRIÂNGULO DO SUL - TUCANA, O TUCANO - VELA, EM ARGO NAVIS, O NAVIO - VIRGO, A VIRGEM - VOLANS, O PEIXE VOADOR - SCUTUM, O ESCUDO - VULPECULA ET ANSER, A RAPOSA E O GANSO



Os desenhos formados pelas estrelas
- AS CONSTELAÇÕES -
são como janelas que se abrem para a infinitude do universo
e que possibilitam nossa mente a ir percebendo que existe mais, 
bem mais, 
entre o céu e a terra...,
bem como percebendo que o caos, 
vagarosamente, 
vai se tornando Cosmos
e este por nossa mente sendo conscientizado.

Quer dizer, 
nossa mente é tão infinita quanto infinito é o Cosmos.




Constelações 
apresentadas em suas Páginas próprias:














First place in the Beauty of Night Sky category goes to this wide-angle shot of Comet Lovejoy over Australia. Author: Jia Hao




No Facebook
visite e curta minha Página
Temas sobre Cosmologia, Astronomia, Mecânica Celeste e Afins




Boa Leitura e Bons Estudos!

Com um abraço estrelado,
Janine Milward




Foto do Analema ou Oito do Revirão do Sol

Realizada por John Raffell combinando 52 exposições individuais, perto do Trópico de Câncer (latitude 23 1/2 norte). As fotos foram tiradas todos as semanas do ano a partir de maio de 2000, na mesma posição visando o leste, às 07:30 da manhã, em Muscat, Oman. Publicada na revista Sky&Telescope, edição de março de 2003, página 78, dentro do artigo "What is an Analemma? Assinado por Edwin L Aguirre. Esta revista é uma publicação de Sky&Telescope Publishing Co., Cambridge, MA, EUA.